Habilitação à Clínica

Habilitação à Clínica – forma Filósofos Clínicos (terapeutas)

O objetivo deste curso é preparar a pessoa para o atendimento clínico.
Isto é feito a partir de um tripé básico:
1 – capacitação intelectual e metodológica, através de curso e orientação pessoal
2 – capacitação emocional, através de clínica pessoal
3 – capacitação prática, através de atendimento supervisionado e discussões e supervisões clínicas em grupo

A capacitação intelectual e metodológica se fará através de aulas sobre os procedimentos clínicos e de seminários e discussões sobre os vários aspectos que envolvem a prática clínica. Para isso serão utilizados textos de alguns filósofos , de clínicos de abordagens diversas e especialmente de autores da Filosofia Clínica.

O valor, grade curricular e horário serão definidos oportunamente.

A capacitação emocional se dará através de clínica pessoal a ser feita com filósofo clínico da escolha do aluno. A clínica pessoal visa possibilitar a compreensão de suas próprias características, de familiaridade com sua estrutura de pensamento – seus conflitos pessoais – e com seus modos de agir e reagir. Além disso alterar modos de ver, de agir, de viver, que lhe tragam maior bem estar íntimo, para evitar projeções de assuntos pessoais no atendimento clínico. E, ainda, a partir dessa compreensão ampliada de si, poder criar maior possibilidade de se colocar em posição de recíproca para o trabalho clínico. O local, horário, frequência e honorários para a clínica pessoal serão definidos em comum acordo entre o aluno e o filósofo clínico.

A capacitação prática se fará no atendimento a 3 casos sob supervisão de um filósofo clínico experiente. Um desses casos deverá ter gravação e transcrição por escrito das consultas.

O local, horário, frequência e honorários para a supervisão dos casos clínicos serão definidos em comum acordo entre o aluno e o supervisor.
Serão realizados, também, discussões e seminários clínicos em grupo, para possibilitar a troca de experiências, observar modos diversos para abordar questões e assim por diante. O local e horários deverão ser definidos futuramente.
O aluno deverá ainda apresentar um trabalho de final de curso, que contemple o relatório completo de um caso, com suas considerações pessoais, do ponto de vista metodológico e/ou filosófico. Para isso poderá contar com o acompanhamento de seu orientador clínico.
O aluno ou o orientador, completado os 3 níveis de capacitação, e entregue o trabalho de final de curso, poderá requerer a avaliação final, que será feita através de uma banca de avaliação, composta por um membro do Recanto da Filosofia Clínica e por 2 membros de outro Cento de Formação em Filosofia Clínica.

Para se inscrever nesta etapa é requisito obrigatório o Certificado de Especialista em Filosofia Clínica, ou ter completado 80% da Base Teórica. Apresentar curriculum escolar e profissional completo e fazer entrevista de seleção e avaliação.

 

Professores

 

Cláudio Fernandes
[FClínica/Inst Packter; Filosofia/USP] filósofo clínico, psicanalista

Gláucia Rita Tittanegro
[FClínica/Inst Packter; docPUG/Roma; pós-doc FSP/USP] professora universitária, pesquisadora saúde pública, filósofa clínica, consultora

Paulo Roberto Grandisolli
[FClínica/Inst Packter; Filosofia/UCMG; GSS-FSP/USP] filósofo clínico, professor, administrador serv saúde, consultor
Todos os encontros serão presencial e online ao vivo

Ficha de Inscrição
Sim
FORMAÇÃO
Preencha os dois principais cursos, se tiver.